quinta-feira, dezembro 23

Papai Noel deixou meu presente de Natal

Papai Noel passou mais cedo, aqui no Só Podia Né? E eu fui acumulando seus presentes, e enfim decidi postá-los e compartilhá-los com vocês! E deixando aqui minha mensagem de Natal para vocês, que Deus possa aquecer sempre, não só nesta data o coração de vocês e que possa sempre iluminar a vida de cada um, que nossas vidas sejam cobertas de bençãos e agradecimentos. E que neste ano novo, seja realmente novo não só no nome, e que todas as promessas para o novo ano, não sejam arquivadas em gavetas nem mesmo em recordações que não foram realizadas. Que tudo possa ser melhor, para todos nós. E felicidade, sempre. Feliz Natal e um Prospero ano Novo, novo não só no nome.



Fazia tempos que eu não postava selos, então resolvi não deixá-los parar em mim, porque não é justo. Aqui estou, para agradecer de coração e para repassar esses lindos selos. Olha não são poucos, procurei não repetir blogs, serão muitos blogs rs. Espero que gostem. Os blogs indicados estão abaixo dos selos e para quem não sabe, os selos é só ver se tem regras, dizer o blog que o indicou e postar o selo e repassar, fácil, simples. e nada rápido rs.


Antes de tudo, eu indico este selo que eu mesma fiz para todos os blogs que contem nesta postagem, desde indicados a indicativos rs.

A regra é: passar para os blogs que você acha que merece, no mínimo 05 indicações, please.

Este é o primeiro, Prêmio Dardos, ganhei da Ana, do blog BitterSweet que é um encanto.


Segue a proposta da homenagem:

"Prêmio Dardos é o reconhecimento dos ideais que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc... que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, e suas palavras."
Para que esse reconhecimento não acabe, pede-se aos homenageados que sigam os seguintes passos:
• Você deve exibir a imagem do selo em seu blog;
• Você deve linkar o blog pelo qual você recebeu a indicação;
• Escolher outros blogs a quem entregar o Prêmio Dardos;
• Avisar os indicados.

Indico para os blogs:


Estes selos eu ganhei do Rodrigo, do blog É tudo o que eu sei, ele escreve super bem.




Este selo é muito lindo. E não há regras.


Este selo eu devo indicar para três blogs;



Não só ganhei este selo do Rodrigo, mas também do Italo do Manuscrito. Escreva 5 sonhos que você deseja ardentemente que virem realidade; Indicar blogs que te fazem sonhar!


Meus sonhos, não nesta ordem.
- Fazer faculdade;
- Casar;
- Ter uma biblioteca;
- Ter dois mil membros no Bloínquês;
- Ter 400 seguidores no blog rs.

Este selo eu recebi da Dani, querida Dani, do blog Meu Refúgio Incerto e da Gabi do Cravo&Canela.


E eu devo indicá-lo para 10 blogs.


Este selo eu ganhei da Ana, do blog Heart Dreamer, da Paloma do blog I'm Feeling, da Vicky do blog A lua da minha janela, da Thaynna do blog Cheating Heart e as regras são:
1º Repassar o selo para 10 blogs.
2º Avisar a cada blogueiro.
3º Falar 10 coisas sobre você. 



10 coisas sobre mim:
- Sou dona do Bloínquês;
- Quero uma biblioteca e sou amante de livros.
- Desejo fazer faculdade de engenharia civil ou arquitetura;
- Nem todos os dias eu consigo escrever alguma coisa;
- Aprendi a fazer layouts, digamos, "na marra";
- Tenho este blog à dois anos;
- Sou temperamental, mas tenho controlado bastante isso;
- Prefiro sempre ao silêncio e à observação;
- Paciência para o twitter, anda me faltando;
- Não gosto da mídia feita por causa do Natal e do Final de Ano.

Ganhei todos os selos a seguir da Vicky, que escreve encantadoramente, no blog A lua na minha janela.


Muito fofo este selo, e devo indicá-lo para seis pessoas.


Regras: Dizer 6 pessoas que você mais ama, 6 coisas sobre a sua vida ou sobre você e indica 6 blogs para recebê-lo.
Descontrolando
Garota Adolescente
Depois de crescer

As seis pessoas que eu mais amo, são aquelas.
- Não gosto de dias cinzas, mas gosto de frio.
- Gosto de piscina.
- Prefiro cabelos longos.
- Gosto de azul.
- Gosto de css.
- Selos, oh coisas fofas.


Eu ri com este selo fofíssimo *-* 
Esse terceiro tem como regra dizer 10 coisas sobre mim e indicar aos blogs que eu quiser, então, vamos lá:

In.ti.tu.lar
Black Flowers
#Smile

- Chata;
- Calada;
- Sincera;
- Orgulhosa as vezes.
- Egoísta quando o assunto é livros. 
- Já fui mais legal.
- Critico as vezes, mentalmente.
- Não entendo as pessoas;
- Sou mestre na arte de ignorar.
- Vacilou comigo, :\ é duro viu?

E mais estes selos que não tem regras, se tem eu as desconheço.







Este selo eu ganhei da Tay do blog Fractions from my life
Regras: Falar 09 coisas sobre mim, colocar o link de quem me indicou e indicar o selo para 09 blogs.



Já disse um monte de coisa sobre mim :\

Estes outros selos eu ganhei do Italo, do blog Manuscrito.


1. Deixar um comentário nesse post; 2. Criar um post para o selinho; 3. Passar esse selinho para 6 pessoas ou mais.




1 - Colocar a imagem do selo no blog.
2 - Linkar o blog que indicou.
3 - Indicar 10, 15 ou 30 blogs ao selo.
4 - Comentar nos blogs dos indicados sobre esse selo.


Estes selos, a seguir, eu fui indicada pelo blog Corta esse Blá-blá-blá





Estes dois selos, acima, vem acompanhados da pergunta:
"Qual a coisa (pessoa, objeto, lugar, o que você quiser) mais complexa que você já admirou?"

Não já admirei, eu admiro, é o meu pai. <3



E este que não tem regras, não que eu as saiba. 

segunda-feira, dezembro 6

Forever a smile for you


05 de dezembro de 2010.
Smile,

Talvez, como diria Marilyn Moroe, as pessoas mudam para que nós nos afastemos delas ou, talvez, simplesmente só mudem ou, simplesmente, querem um tempo da gente. Mas é estranho e doloroso ver pessoas que gostamos se afastarem, mudarem e logo nem você as reconhecerem mais.
Talvez uma parte de mim tenha feito você se afastar, ou talvez não.
Uma vez você me disse que se pode ser feliz sozinho, que se pode se sentir bem sozinho e que não devemos depender dos outros. Um dia desses eu estava me sentindo sozinha e foi ai que eu percebi que é impossível ser feliz sozinha, que as outras pessoas existem para que possamos perceber que nós nos sentimos melhores com outras pessoas e que por mais que você seja independente chega uma hora na vida em que você percebe que precisa de outra e que essa outra vai colocar um sorriso no seu rosto. Diga-me o que seria do amor, da paz, da felicidade, se não tivermos com quem compartilhar, com quem sentir junto?
Um dia você me disse que iríamos estar juntos para tudo e para sempre. Não sei ao certo o que dizer sobre essas palavras, só sei que elas se foram, se gastaram e mudaram.
Um dia eu te disse que estaria aqui para sempre para o que você precisar e por mais que você não tenha prestado atenção nessas palavras, elas ainda estão valendo e valerão o tempo em que esse para sempre existir. Talvez seja pouco tempo ou não, não sei.
O tempo faz as pessoas mudarem, os pensamentos mudarem, a confiança e as amizades mudarem, eu sei. Sempre soube, mas um sentimento verdadeiro nunca muda e ele vai permanecer aqui, intacto, verdadeiro, sincero, por você.
Não sei ao certo o que aconteceu, se eu dependi demais, se eu exigi demais, não sei, só sei que o tempo vai passar e tudo que há de bom, as risadas, os conselhos, as palavras tudo vai continuar aqui, por você, por mim, pela amizade.
Pode de ser apenas mais palavras ou apenas mais alguém que entra e sai da sua vida sem motivo, mas você não será. Obrigada por todos os momentos. E sempre para você ficará o sorriso. Forever a smile for you. Eu amo você.

Para você que um dia acreditou que essa amizade duraria para sempre. Para aquele antigo que eu tenho um apreço imenso e que sempre vai ter para mim a aura do sorriso.

sábado, novembro 27

Stop and Stare



As pessoas simplesmente esquecem o valor das outras pessoas. Talvez por enxergarem somente o próprio nariz. Isso dói.
As pessoas esquecem que devem amar umas as outras e não odiar.  Mas implantam ódio e raiva no seu dia a dia.
As pessoas mesmo vendo os problemas de outras, na frente dos próprios olhos,  ignora, finge não ver, coloca a faixa 'não é comigo, não importa'. Só procura saber quando é consigo.
Sabe aquele sistema que se mostra forte, que domina, implanta regras? É esse mesmo sistema que modifica tudo, que entra e faz acordos com aqueles que futuramente irão criar as guerras. Guerras que irão matar muitos inocentes.
É fácil demais estar à kms de distância e ver tudo pela televisão, achar que tudo é culpa dos bandidos, favelados. É fácil demais julgar as facções só pelo que a mídia divulga. Sempre há de existir a mídia que mostra o lado verdadeiro e a mídia que manipula, mas a que manipula sempre prevalece.
Sabe por que tudo isso está acontecendo no Rio? Culpa do sistema que mente, que implanta, que inventa, julga, discrimina, mostra só uma parte da moeda... e a outra parte? Ah! Esta fica oculta para o resto da população.
Se houvesse um pouco menos de ganância, garanto que nada disso estaria acontecendo. O ser humano só quer ganhar, ganhar... Sem pensar no próximo, sem pensar em como ganhar. Passa por cima de todos e TUDO.
E você ai, que fica fazendo piadinhas, isso é uma coisa muito séria, pega essas piadinhas e engulam a seco, porque a vida não é um poema, ela é real. Pare e pense, e se você fosse no meio do fogo cruzado lá? STOP AND STARE! PAZ NO RIO.

domingo, novembro 14

I was enchanted



É estranho perceber que tudo pode ser diferente, tudo menos azul, tudo menos rosa. O balcão do bar parece estar tão longe, mas está a menos de 20 centímentros de mim. Parece que todo o bar está vazio e não lotado, e toca aquela musica em que eu dançava quando esbarrei em você. Maldito dia, devia ter dito aquelas benditas palavras "Eu estou encantada por você!"
Mas aqui estou eu, novamente na pista, dançando sozinha, mas sem seus olhos ao longe me acompanhando. Espero que aquele dia se repita, pois não há como não saber, eu ainda estou encantada por você!
Sempre vou me perguntar se você sabe que eu estou encantada por você!
Ainda não consigo dormir, será que você sabe, eu estou encantada por você! É estranho, isso fica sussurrando na minha cabeça "I was enchanted to meet you."
Devía ter dado meu telefone, descobrido seu sobrenome, seu hotel, ao menos um pouco da sua vida, mas é estranho querer que você entre por esta porta e diga que está encantado por mim. Será que você sabe que eu estou encantada por você?

domingo, novembro 7

14 de abril de 1994


E quando o frio me abraçar e quando o sol se esconder, eu vou ouvir você..

Leia ouvindo esta musica





Em 14 de abril de 1994, ele olhou para ela e os olhos cheios d'agua. "Adeus" foi tudo que ele disse, era estranho recordar, ela sabia. Estava no quarto, olhava pela janela, não sabia o que fazer. Era estranho ver tudo ir embora assim.
- Por que você fez isso? - ele dizia.
- Por que você não me disse? - ela gritava.
- Não queria que você soubesse, - ele sentava na cama, com os papeis na mão. - não queria, não queria! - agora ele gritava. - Não queria que você sofresse mais do que eu já sofri. Não queria nada disso. - Na voz dava para notar os soluços que ele tentava esconder.
- Sofrer mais do que descobrir assim? - as lágrimas saiam involuntariamente.
Ele nada respondeu. Só ouvia os soluços em cada canto do quarto.
- Eu fui feito para acreditar que eu nunca amaria ninguém. - ele rompia o silêncio - Eu fiz um plano: continuar sendo o homem que ama apenas a si mesmo... - ele agora, levantava - até o dia que você apareceu - apontou para a porta - me mostrando um melhor caminho, - sorria, mas as lágrimas ainda rolavam, ela conseguia ver, ela conhecia bem aquela voz, mesmo na escuridão do quarto - e tudo o que o amor pode trazer. - ele sentava agora novamente, com as mãos no rosto.
Ela se levantava e ia para perto dele. Ele, a evitou. Levantou e foi próximo à janela. Olhava para fora, onde a chuva caia.
- Meus dias cinzas só farão sentido com você... - ela dizia, em quase um sussurro, entre os soluços.
- Eu estarei ao seu lado. Estas cinco palavras que eu juro para você. - ele dizia, sem olhar para ela.
- Não importa o que você irá passar, - ela agora se aproximava e o abraçava - eu estarei aqui para quando você precisar.
Os dois choravam, ele tentava evitar abraça-la, mas logo estavam unidos, pelo abraço que os uniram, mas agora os fariam se separar.
- O meu erro - ele dizia entre soluços - foi não ter te contado antes. Talvez te preparado...
- Eu nunca quero te ver infeliz... eu pensei que você quisesse o mesmo pra mim.
Ele soltou-a. 
- No final, sempre há uma luz, sempre há um novo começo. Você sempre será minha luz, você sempre será o meu novo e o meu começo. - Olhou nos olhos dela. - Adeus. - E saiu.
Onde tudo havia começado, parecia que nada fazia mais sentido. Um pedaço havia indo embora e para sempre ela choraria por isso.

"Eu sou uma estrela, por mais que eu pare de brilhar a partir de um dia, eu sempre estarei refletindo o seu amor e assim você sempre será amada, mais por mim do que por todos. Mesmo lá longe, eu sempre vou te amar. Dois meses de vida não foram suficientes para conseguir te olhar nos olhos e dizer que eu te "deixaria", que eu não conseguiria te fazer feliz para sempre, que eu teria de partir. Dois meses foram suficientes para saber que você foi a minha vida e tudo que nela há de bom. Você sempre me disse que eu era o ser mais forte, mas eu sou fraco por não ter te dito tudo que eu precisei, tudo que eu quis, tudo que eu sempre quis. Mas você foi e sempre vai ser a minha vida.. Desculpa não te dizer isso antes. Agora pode ser tarde demais. Eu sempre vou te amar. 10/06/94

Um dos papeis diziam isto e nos outros haviam papeis dizendo sobre a sua morte, no dia 14/06/94, sobre a doença não diagnosticada que tiraria sua vida em poucos dias.

Ela sofreria, ali, calada. Mas ela sempre teria a certeza, que ele fora o amor da sua vida e que nada faria sentido sem ele ali, nem mesmo os dias de sol deixariam de ser dias cinzas, pois ele não estaria ali.


Meio clichê eu sei, mas eu foi o que eu conseguir escrever ouvindo a musica.

quarta-feira, novembro 3

Only seven things about me

Fui indicada pela Bianca do blog Espera o chá? por este meme que eu queria muito *-*




7 coisas que pretendo fazer antes de morrer:
Casar, morar sem os meus pais, formar em arquitetura, ser bem sucedida, reconhecida, ter amigos verdadeiros, viajar bastante.

7 coisas que mais digo:
Oh meu Deus, An?, Entendo, Não acredito, Jura?, É?, Sério?

7 coisas que faço bem:
Falar a verdade, lidar com a solidão, torta de carne e sardinha, cozinhar, ler, sorrir, ironizar.

7 defeitos meus:
Me isolar, falar a verdade, não gostar de muitas pessoas, não conseguir esquecer coisas que me deixam muito mal mesmo depois de muito tempo, ter crise de criatividade, não conseguir lembrar nada em provas de geografia, não ter amigos.

7 coisas que amo:
Livros, musica, Bloínquês, blog, sol, piscina, cinema.

7 qualidades:
Sinceridade, sarcasmo, ironia, inteligencia, esperteza, ouvir as pessoas, feliz.

7 pessoas para fazerem o jogo dos sete (ordem alfabética) - queria indicar para mais gente. :[ :

Alice (The Love Distance)
Danielle (Meu Refúgio Incerto)
Italo (Manuscrito)
Jeniffer (Meu outro Lado)
Natália (Revelando Sentimentos)
Taynná (Sucrilhos e Neuroses)
Rebeca (About my Truth)

sábado, outubro 30

Fácil demais.



É incrível como é sempre mais fácil dizer "eu sou melhor" do que dizer "você é o melhor".
É sempre mais facil dizer "faz você" do que pegar e fazer.
É fácil demais dizer que vale a pena mas como saber se você nunca tentou?
É simples e rápido olhar e julgar uma pessoa, mas é complicado e demorado descobrir o que ela tem no coração, o que ela sente, o que ela pensa.
É extremamente fácil procurar um resumo na internet à ler um livro e descobrir o que o autor diz, o que as entrelinhas dizem.
É, simplesmente, fácil demais achar que se vive da melhor maneira, enquanto outros milhões de pessoas vivem muito pior que a gente.


Para concorrer à um layout exclusivo veja aqui. (link). Boa sorte. Feliz aniversário para mim o/

domingo, outubro 24

Mais que um mero poema


Parece estranho, sinto o mundo girando ao contrário. Foi o amor que fugiu da sua casa e tudo se perdeu no tempo. É triste e real, eu vejo gente se enfrentando por um prato de comida, água é saliva, êxtase é alívio, traz o fim dos dias. E enquanto muitos dormem, outros se contorcem é o frio que segue o rumo e com ele a sua sorte. Você não viu? Quantas vezes já te alertaram que a Terra vai sair de cartaz e com ela todos que atuaram? E nada muda, é sempre tão igual, a vida segue a sina. Mães enterram filhos, filhos perdem amigos, amigos matam primos, jogam os corpos nas margens dos rios contaminados. Por gigantes barcos, aquilo no retrato é sangue ou óleo negro? Aqui jaz um coração que bateu na sua porta às 7 da manhã, querendo sua atenção, pedindo a esmola de um simples amanhã. Faça uma criança, plante uma semente. Escreva um livro e que ele ensine algo de bom. A vida é mais que um mero poema, ela é real. É pão e circo, veja a cada dose destilada, um acidente que alcooliza o ambiente, estraga qualquer face limpa. De balada em balada vale tudo e as meninas das barrigas tiram os filhos, calam seus meninos, selam seus destinos, são apenas mais duas histórias destruídas. Há tantas cores vivas caçando outras peles, movimentando a grife. A moda agora é o humilhado engraxando seu sapato, em qualquer caso, é apenas mais um chato. E ainda que a velha mania de sair pela tangente, saia pela culatra. O que se faz aqui, ainda se paga aqui. Deus deu mais que ar, coração e lar, deu livre arbítrio e o que você faz? E o que você faz?


Ando meio sem ideia para postar... quis passar uma mensagem BOA e REAL para vocês, esta é uma musica da banda Rosa de Saron - Mais que um mero poema. Ela diz muita coisa.

sexta-feira, outubro 15

I'm know

Eu sei que é preciso errar para aprender. Só não sabia que precisava sofrer, para descobrir quem as pessoas eram.

As pessoas que nos merecem devem nos aceitar como nós somos. Não há o porque mudar para fazerem as pessoas gostarem da gente. Eu precisei sofrer muito para aprender isso. Hoje, eu fico à espera de pessoas, que eu possa chamar de amiga/o. Tenho medo de me aproximar das pessoas, porque sempre acho que elas estão mentindo, que vão me usar, que vão me julgar. Prefiro ficar na minha.
Antes eu era mais de falar, mas aprendi a observar. A descobrir as palavras do silêncio, do olhar. Tudo mudou. Não sei mais quem eu era, ou quem eu sou. Só estou descobrindo... Só sei que nem sinto, nem vejo as coisas como via antes. Aprendi a me aceitar, se as pessoas me quiserem ao redor, me aceitem, só isso.

terça-feira, outubro 5

Love for you



- Eu vou te amar todos os dias de minha vida.
- Mas todos os dias não é muito?
- Não para o tanto que eu te amo. O tanto que eu te quero.
Ela abriu um sorriso.
- Nem a eternidade será o bastante.
Ele se aproximou dela e a beijou. O brilho do olhar dela já dizia tudo.
- Eu fecho meus olhos à noite, imaginando onde eu estaria sem você
na minha vida.
Ela sorria docemente.
- Não seria. Nem eu seria.
Ele sem jeito, sorriu e navegou na imensidão do olhar dela.
- Por quê? - ele a questionou.
- Porque você é a minha vida. E isto basta.
Os sorrisos se tornavam um só. E o abraço quente era movido a amor.
À troca de cumplicidade.
À troca dele e dela.

sexta-feira, outubro 1

Mark to replys



01. Pagar bebida pros seus amigos.
02. Pegar num tubarão.
03. Dizer “eu te amo” sentindo amor de verdade.
04. Abraçar uma árvore.
05. Achar que vai morrer.
06. Ficar acordado a noite inteira e ver o nascer do sol.
07. Não dormir por 24hrs.
08. Cultivar e comer os teus próprios vegetais.
09. Dormir sob as estrelas.
10. Mudar a fralda de uma criança.
11. Ver uma estrela cadente.
12. Ficar embriagado.
13. Doar coisas pra caridade. 
14. Olhar para o céu e achar o cruzeiro do sul.
15. Ter um ataque de riso na pior altura possível.
16. Fazer uma luta de comida.
17. Apostar e perder.
18. Convidar um estranho para sair.
19. Fazer guerrinha de papel.
20. Gritar o mais alto que puder.
20. Pegar num cordeiro.
21. Andar de montanha russa.
22. Dançar como um louco e não se preocupar se estão olhando.
23. Falar com sotaque por um dia inteiro.
24. Estar mesmo feliz com a tua vida.
25. Ter dois hard drives para o computador.
26. Conhecer o teu país.
27. Cuidar de alguém embriagado.
28. Ter amigos fantásticos.
29. Dançar com um estranho.
30. Roubar uma placa/sinal de trânsito.
31. Fazer um passeio de noite na praia.
32. Ficar de coração partido mais tempo do que se esteve realmente "apaixonado."
33. Sentar na mesa de um estranho num restaurante e comer com ele.
34. Imitar uma vaca.
35. Fingir que se é um super-herói.
36. Cantar karaokê.
37. Mergulhar.
38. Beijar na chuva.
39. Brincar na lama.
40. Brincar na chuva.
41. Apaixonar-se e não ficar de coração partido.
42. Visitar locais ancestrais.
43. Fazer uma arte marcial.
44. Entrar num filme.
45. Ser penetra numa festa
46. Ficar sem comer 5 dias.
47. Fazer um bolo sozinho.
48. Fazer uma tatuagem. de renda AAUHAHUA
49. Receber flores sem razão.
50. Representar num palco.
51. Gravar música.
52. Ter um caso de uma noite.
53. Guardar um segredo.
54. Cantar bem alto no carro e não parar quando perceber que tem gente olhando.
55. Sobreviver a uma doença em que se podia ter morrido.
56. Perder dinheiro.
57. Cuidar de alguém com dor de cotovelo.
58. Fazer uma festa legal.
59. Partir o coração de alguém.
50. Fazer um piercing.
51. Andar a cavalo.
52. Fazer uma grande cirurgia.
53. Comer sushi.
54. Ter uma foto sua num jornal.
55. Mudar a opinião de alguém sobre alguma coisa em que acreditas profundamente.
56. Fazer de um inseto um animal de estimação.
57. Selecionar um autor importante que não trabalhou na escola e lê-lo.
58. Comunicar com uma pessoa sem partilharem uma língua comum.
59. Escrever a sua própria linguagem no computador.
60. Pensar que está vivendo um sonho.
61. Pintar o cabelo
62. Salvar a vida de alguém.


Já fiz mais da metade. De 62 só 28 eu não fiz o/

sábado, setembro 25

Letter for you

22 de dezembro de 1998, Londres

Louis,

Chove aqui em Londres, está tudo cinza. Você sabe o quanto este tempo cinza me assombra, não há muito tempo... Mas assombra desde que você decidiu ir para Madri. Era tão motivador dias cinzas quando você estava aqui comigo, hoje eles são o que eu mais evitaria, depois do seu olhar, se fosse possível.
As dores ainda são visíveis. Desde que você se foi, já me peguei inúmeras vezes tentando recordar o nome da rua onde era sua casa ai em Madri ou até mesmo, já me peguei dentro do aeroporto esperando por você. Em vão eu sei, mas eu não consigo controlar. Parece que a sua falta consome todo o meu ser e me faz agir sem pensar, porque o meu pensamento aaa... bem que eu queria saber por onde ele anda. Juro que não sei. Você não o viu por ai?
Tudo parece tão vazio neste apartamento desde que você se foi. As vezes olho pela janela lá embaixo, não sei se por reflexo, mas sempre vejo alguém com uma blusa igual a sua, aquela que eu usava nos dias cinzas e você adorava ve-la em mim. Desço as escadas correndo, ao chegar lá embaixo percebo que foi em vão. Não era você.
Quantas vezes, por ilusão, eu me arrumei e fui até o nosso barzinho favorito lá no Blackheath, onde a gente se conheceu. Sentava em alguma mesinha que dava para ver o bar todo e, sem querer, me via cutucando alguém e perguntando se era você.
O meu coração ao ouvir teu nome ainda bate forte, ele te chama quase toda hora, e as vezes chora.
Não encontro ninguém para me dizer se você pensa em mim. 
É impossível esquecer quando se ama assim deste jeito. 
Meu Deus, já cometi tantas coisas sentindo a sua falta... Me diz uma coisa, o que eu faço com esta parte do meu coração que ficou aqui, sem rumo, sem paz e que sempre chora e pede por você? Não sei como está sua vida ai sem mim... Não sei se pensa em mim, não sei se alguém já te beijou e se alguém já esteve onde eu estive com você, se alguém já sentiu seu abraço quente ou se ao menos você conseguiu pronunciar a palavra amor.
Já rasquei diversas cartas, porque nada consegue dizer... Não sei se vai receber esta carta, estou mandando ao seu antigo endereço, que por um acaso achei em uma camisa sua que você esqueceu aqui.

Eu sinto a sua falta meu amor... Não importa o tempo que passar, eternamente vou te chamar de amor.

PS.: Eu ainda te amo...
Beijos com saudades, Anne.
22:07

Trechos em negrito da musica Vou te chamar de amor - Zé Henrique e Gabriel aqui.

sexta-feira, setembro 17

Eu sou assim, ê

Corro muito, vou para todo lado levando comigo quem tá do meu lado... É o que eu te disse, eu sou assim.
Wilson Sideral - Fugindo de mim.
E lá estava ele. Era estranho estar ali, somente observando. Cada movimento era único e eu os conhecia perfeitamente, desde o jeito em que seu olhar estava perdido como você movimentava as mãos. Era incrível, como eu sabia, como eu achava que cada cena se repetia, pois os movimentos eram os mesmos.
Passa um carro ele entra e eu me pergunto, por que não fui falar com ele? Parece que estou a mil milhas de distância, mas eu te sinto perto.

Gente, me perdoem a falta de atualização, mas a falta de criatividade me apertou. Esperou que volte ao normal, riri

quarta-feira, setembro 1

You found me!



Olhar por cima da cidade. Saber que tudo lá embaixo é tão minúsculo diante do que eu sinto por você!
Este vento que bate contra nossos corpos, faz com que seu corpo aqueça o meu.
É incrível toda esta sintonia. Te sinto perto e longe ao mesmo tempo.
Queria que o tempo parasse. Permanecesse só eu e você para você saber o quanto eu te amo.

sexta-feira, agosto 27

Paraíso do mundo real!

Porque é assim que eu gosto de ler, na minha cama, com cobertinha, haha.


Por que transportar do mundo real e entrar num imaginário é tão bom? Por que isso te dá um certo alivio? Quem é este amigo que te dá conforto quando você precisa e te dá um silêncio, que só ele sabe, com as palavras mais sabias? Por que ser sempre o mais sábio e não ter o egoísmo de dividir seus conhecimentos? É incrível como só estar ali e vivenciar certas emoções, mesmo não sendo com a gente, acaba se emocionando como fosse...
É incrível o universo dos livros! A cada dia, eu fico mais fascinada.
É como se eu conhecesse todo o mundo, vivesse muitas histórias, mas sem sair da minha própria vida, do meu próprio quarto. É como se ele soubesse tudo ao meu respeito e eu descobrisse a cada nova pagina uma nova característica dele ou fato. É muito fascinante!
A cada dia, eu me envolvo neste mundo! Eu tinha uma meta de 50 livros este ano, estou no meu trigésimo quinto, será que eu consigo? Nas ultimas semana tenho livro um livro e meio por semana, será que eu consigo?
Vou dar umas dicas aqui para vocês de leitura, foram, dos livros que eu li este ano, os que eu mais gostei.

Estou lendo um clássico da literatura, Os sofrimentos do Jovem Werther - Goethe. Já havia pego ele na biblioteca, mas não havia me interessado. Devolvi. Ontem, eu terminei o livro Muito Romântico que fazia, em algumas partes, citações de trechos do livro, foi ai que eu decidi, 'Eu tenho que lê-lo.' Diferentemente de antes, eu estou adorando a leitura. Confuso não? Sinopse do livro aqui.

Um livro que eu acho que muita gente já leu, e eu, particularmente, acho que todos, sem exceção, deviam ler  porque ele muda muita a forma de ver a vida, de ver os bens materiais, os sentimentos, tudo, para melhor. E eu amei! Leiam, O vendedor de sonhos de Augusto Cury, e depois me digam o que acham. Sinopse do livro aqui.


Outro livro que acho que muita gente já leu e, é incrível como não ler esta história e não gostar. Se você gosta de livros, você fica fascinado por esta história porque é uma história delicada de uma menina que ama livros. É perfeita! Sinopse do livro aqui.
Meu Deus, da onde um cara chamado Nick Farewell, cria uma história dessas? Da onde sai tamanha perfeição? Não digo nada sobre este livro. Leiam, GO. Sinopse leia aqui.

Os livros que aqui estão, você estão notando não é? Eu os amo de paixão. Queria ter todos, deixa eu ter meu dinheiro, eu ainda terei uma biblioteca! 
Se você leu, A menina que roubava livros, não deixe de ler O Sr Pip.
"É impossível fingir que está lendo um livro. Seus olhos irão traí-lo. Assim como sua respiração. Uma pessoa fascinada por um livro simplesmente se esquece de respirar. A casa pode pegar fogo, e o leitor mergulhado num livro só erguerá os olhos quando o papel de paredes estiver em chamas." Sinopse do livro aqui.


A! Se você curte escrever em diários, você vai gostar desta história. Vai gostar ainda mais se você gosta de  romances adolescentes! Te prende do começo ao fim, é muito fofo este romance! Eu adorei! Sinopse do livro aqui.

É um livro gostoso de se ler, se você também gosta de romance teen. É divertido. Eu amei, minha amiga amou. rs. Mostra como o amor pode começar, simplesmente só observando... Leia sinopse aqui.


Se tiver alguma dica eu aceito! :D

sexta-feira, agosto 20

Slowly drink this coffee



Enquanto o sol ainda revela suas faces, estou eu aqui, sentada nesta cadeira.
Acho que lá fora deve estar frio. Posso ver o vento sacudir as folhas da arvore.
Bebo lentamente este café, ele está tão quente que queima a alma. Olha a fumaça.
Acho que o contraste entre o nascer do sol e o café tão lindo, mas nada ilustra melhor do que a minha isonia e este café.
Olho este livro a minha frente, por que diabos eu ainda tento ler? Não sei a resposta para falar a verdade.
Fico eu aqui. Vai, me deixe só. Eu e o café. Talvez o sol queira me fazer companhia em mais uma noite de insonia.

domingo, agosto 15

Back to love



- Não pode ser - ela dizia olhando para porta onde ele estava, sem camisa, passando a mão no o cabelo molhado. - Por quê me diz? - dizia ela, agora levantando.
- Eu te amo - ele dizia agora se aproximando dela. Ela respirou fundo, abriu um leve sorriso na escuridão do quarto.
- Eu também te amo, não faz assim. - disse ela abraçando-o, apertando forte. - Acredite em mim, a gente tá aqui. Pensa só em nós. Não ligue para opinião alheia. - Ele a apertou mais forte.
- Não sai de perto de mim, nunca. - As vozes já eram sussurros.
Os lábios dele tocavam o dela, delicadamente, mexendo no cabelo.
- Eu vou te amar, até que os dias se escassez... - Ela dizia suspirando, enquanto ele a erguia e colocava-a na cama.
- Até que a cor azul do céu desbote... - Ele sorria na escuridão, dando beijos rápidos nela.
- Até que não haja mais sol ou nuvem. Até não existir mais eu ou você em lu... - ele a interrompeu beijando-a.
- Eu te amo, e isso basta. - e voltou a beija-la em meia a escuridão.

quinta-feira, agosto 12

Entrevista com a banda 941B



Para descontrair um pouco, aqui vai uma entrevista com o Vivot, vocal da banda 941B, que eu particularmente AMO, queria que vocês ouvissem e depois me digam o que acharam. Foi um papo super descontraído, que eu atrapalhei eles fazerem o trabalho deles /ele e o amigo. E Vivot, vamos ser palmeirenses!? HAHA bricandeira. (941B é uma banda formada por Lucas Vivot(vocal), Gustavo(guitarra), Enzo (guitarra), Leonardo (baixo) e Rafael(bateria). Em 2009 a 941B começa sua jornada no mundo da música, a cada dia procura espaços e vem crescendo graças ao tamanho empenho de seus integrantes e os(as) fãs que sempre ajudam a espalhar o som pelo mundo.)

PS.: Eles NÃO são coloridos, ok?

JS.: Quanto tempo a 941B?
Vivot: Menos de 1 ano, começou em outubro =)
JS.: Dia 30?
Vivot: Nossa, num sei o dia aheahuiehauiehaae x.x mês de outubro ahuieaheuiahieua
JS.: Dia 30 é dia do meu aniversário haha... Enfim, vocês já conquistaram bastante público. Qual o principal meio de divulgação? É a internet?
Vivot:: HAUIAUIHA Sim, a internet 100%! A gente divulga pelo twitter e pelo orkut =)
JS.: Geralmente as bandas que começam divulgando na internet, quando ganham fama são chamada de 'modinha' o que você pensa sobre a 941B poder sofrer disso, já que quem leva fama de modinha é meio que discriminado por um público?
Vivot: Bom, na verdade a gente não liga... gostaríamos que muitas pessoas conhecessem o nosso som e que se outras não gostem que procurem outra coisa pra ouvir =) Poxa cada um ouve o que quer, e com certeza aceitamos criticas =)
JS.: É isso ai! *-*
Vivot: Poxa, obrigado hahaha *-*
JS.: Vocês tem um som particularmente diferente dos que estão em alta hoje, tipo é mais happyrock e tal, mas está cada vez mais difícil conseguir uma carreira solida como musico ultimamente devido as mudanças que tem ocorrido tão rapidamente. Se a carreira de musico não der certo, o que pretende fazer, que carreira seguir?
Vivot: Bom, se a carreira não der certo, to pensando em uma engenharia do petróleo ou jornalismo, mas ainda tenho minhas dúvidas, espero que a banda dê certo mesmo hahaha !
JS.: Gosta de escrever Vivots?
Vivot:: Na verdade escrever não, mas gosto de compor e tal, daí quando tenho idéias eu componho. Gosto de pensar em coisas que eu ia achar legal em ouvir em alguma música e tento por nas da 941B, já que na maiioria das vezes sou eu quem escrevo o começo e a gente acaba terminando e ajeitando tudo junto.
JS.: Que interessante, união *-* Isso ajuda muito as bandas crescerem... e me diz, por que 9, 4, 1 e B? Superstição?
Vivot:: hahaha Na verdade não, é uma brincadeira nossa! A gente mora tudo no mesmo bairro e esse é o número/nome da linha do ônibus do bairro. Aí a gente tinha que por um nome e por pegarmos esse onibus pra tudo, (escola, ensaio, sair) acabamos colocando porque achamos que seria bem legal.
JS.: Criativo *-* Vamos supor que, minutos antes de subir ao palco, papeando no balcão de um bar, alguém dissesse que nunca ouvira falar no 941B e pedisse para que você descrever, o que diria?
Vivot:: Sobre a 941B banda ou sobre nós, os membros?
JS.: 941B, a banda.
Vivot:: Como banda acho que falaria que é uma banda animada, que tenta fazer músicas com que fale coisas sobre o dia-a-dia, coisas que acontecem com muita gente, em um rock novo e velho ao mesmo tempo, super animados e carismáticos, e que ainda está no começo e que tem MUITO o que aprender =) Como pessoas, irmãos que estão juntos pra buscar um sonho que a gente tem, de ver milhares de pessoas cantando juntas as músicas que a gente fez =)
JS.: Que lindo *-*
Vivot:: hihihihi ._.
JS.: Quando vocês vem pra MG?
Vivot:: Poxa meu, não sabemos quando ainda não, queremos ir logo pra todo lugar, mas é difícil =(
Precisamos de ajuda de vocês, pra poder espalhar o som e pá. Quando as bandas falam que foram vocês que colocaram eles aí é totalmente verdade, uma pessoa passando pra outra, uma mostrando a música pra outra...
JS.: Mas ainda tem aqueles que tem o baita orgulho de discutir com fã, não é o caso de vocês. O que pensa desses?
Vivot:: Acho que é errado não dar valor aos fãs e amigos que sempre ajudaram nisso, sem eles não dá pra ser nada! A gente tenta manter um contato forte com nossos fãs que gostam bastante e tal, achamos que é legal e também queríamos ter esse relacionamento com nossos ídolos, mas não é sempre assim :/
JS.: Qual de vocês é o mais velho?
Vivot:: O mais velho é o Enzo com 18 anos.
JS.: O que influência vocês?
Vivot:: na verdade são várias influencias, todo mundo ouve de tudo... A gente não tem nenhum banda que seja nossa inspiração 100%, a não ser Blink que é influência de muita gente.
JS.: terminando aqui, porque já atrapalhei bastante rs Qual seu time? rs
Vivot:: aehauiehaui Poxa meu atrapalhou nada, CORINTHIANS =)
JS.: Corinthians não vivots, Não HUAUHA
Vivot:: uehaeiauheuahu Naããao.
JS.: Quer dizer alguma coisa pros meus leitores?
Vivot:: Queria falar pra que eles continuem te lendo que você é uma menina muito lecal e que se quiserem procurar mais sobre a banda é só entrar no www.myspace.com/941brock =)

Gente, ele é muito legal não? Bora conhecer o som deles? Indico para quem curte CPM 22!
Vivot, obrigada pela entrevista (L)

sábado, agosto 7

Smile



E levo esse sorriso, porque já chorei demais... hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe eu só levo a certeza de que muito pouco eu sei, ou nada sei... É preciso amor pra poder pulsar, é preciso paz pra poder sorrir, é preciso a chuva para florir...


Não faço mais layouts, sorry...

segunda-feira, agosto 2

Time say goodbye



Não posso ter visto isso, não pode ser possível.
Ligo o chuveiro, deixo o vapor da água tapar a visão a mercê. Deixo a agua fervente cair sobre a pele, deixando-a rubra como os olhos.
A água quente se mistura com as lágrimas que rolam a face. Sinto que dentro de mim a dor não cicatrizou, espero que vá embora logo.
Fecho os meus olhos pensando Como é possível isso, por quê?  Já sei! A resposta nunca esteve longe, as pessoas sempre fazem isso com você, lembra?
Meus pensamentos não ajudam, fazem a dor doer ainda mais.
Espero que essa água fervente leve embora esta tristeza enorme ou que ela se evapore como essa nuvem branca que me cerca.


I had the photo album spread out on my bedroom floor, it's hard to say it, time to say it goodbye, goodbye...


quinta-feira, julho 29

Dark outside

 Então deixa que o tempo vai cicatrizar
                                           Ele te trouxe até aqui, mas pode te fazer mudar - Deixa o tempo, Fresno


É difícil olhar pra trás e ver que tudo acabou assim. Bem, não queria que nada fosse tão dolorido, mas é inevitável a dor quando se tem uma perda. Queria poder te confortar de alguma maneira, mas é como se a gente tivesse no escuro, querendo descobrir sempre o que há na nossa frente, mas a razão nos faz abrir os olhos quando a luz se acende contrariando a emoção que quer que a luz sempre fique apagada e quer que tudo fique como está, tapando nossos olhos com suas mãos e nos deixando no escuro, para seguir o coração e tentar descobrir só no tato. Confuso, mas real. Acho que a tempestade se aproxima, preciso ir. Já sinto as gotas caindo em cima de mim. Preciso correr. Talvez a tempestade passe. Vou sentir sua falta, nas minhas tardes. Mas a tempestade se aproxima não tenho mais tempo. Tudo vai se acalmar.



But it's time for me to go home, it's getting late, dark outside, i need to be with myself in center... clarity, peace, serenity.

sexta-feira, julho 16

where's my creativity ?



Admito para todos que queiram ver, ler, que eu tenho admiração para aqueles que possuem a criatividade aguda, aquela criatividade que nunca vai embora e sempre tem novidades à dizer em contos, poesias, histórias.

Muitos dizem para mim "Mas Ju, você tem um projeto super criativo... Faz layouts maravilhosos, como não tem criatividade?" - Perai! Eu sou uma daquelas pessoas que tem ataques de criatividade. Não, não é todo dia. É difícil sair um texto super criativo desta cachola. Na maioria das vezes, eu aproveito esses ataques de criatividade e tchan! Faço o texto, ou melhor dizendo, escrevo corroendo a alma para sair muita coisa.

Não gosto de textos óbvios. Aqueles textos que dizem 'Fulana era amiga de Ciclana, casou com Bertano...' e por ai vai.
Gosto de textos que prendem o leitor, que nos transfiram de lugar, que façam com que imaginemos os personagens, que traga-os mais perto da imaginação possível, nem que seja uma realidade paralela.
Gosto de detalhes.

As pessoas que acompanham o meu blog a mais tempo já devem notar que eu gosto de escrever sobre sentimentos. Na maioria das minhas ondas de criatividade eu escrevo sobre sentimentos. Acho isso muito significativo. Gosto muito mesmo.

E sim, eu leio bastante. Gosto de ler vários tipos... Tenho tentado gostar de poesias... MAAS é muito difícil e olha que o meu lado sentimental fica meio poético. Complicado não?

Enfim, espero que a minha criatividade volte logo, preciso escrever, porque desde que o inverno começou as minhas escritas rarearam de uma forma expressiva. Volte logo! Never say goodbye.
E para vocês, meus queridos leitores, peace and love!

quarta-feira, julho 7

FINAL

desculpe o tamanho é que terminou mesmo! PARA VALER!





- Você vai ter que descobrir Lorena. - Deodoro disse olhando para mim.

Uma parte de mim queria ir, mas a outra temia e achava perigoso, mas as duas sabiam que era preciso arriscar para ter a minha vida novamente.

- Lu? - eu disse no interfone.
- Sim, quem é? - eu estava com medo, mas logo me adiantei.
- É a Lo! Namorada do Bernardo! Preciso trocar uma palavrinha com a senhora.
- Aa... sim, querida! Já abro. - esperei uns 2 minutos e meu coração batia loucamente.
- Fala Lorena! - disse o pai do Bernardo me abraçando e me transmitindo calor. - Entra, entra! - eu entrei e sentei no sofá longe deles.
- O que te traz aqui, querida? - disse a mãe do Bernardo. Eu fui direta ao ponto, Deodoro e Sofia não disseram nada em surpreender imortais. Não me deixei abater pelo calor e fui firme:
- Eu descobri um segredo, um segredo de séculos. Pietra a ruiva, voltou e levou o Bernardo. O calor de vocês está muito forte! E isso só acontece por vocês serem os mais fortes, os mais fortes imortais. - eu disse ficando em pé, cada vez mais longe deles.
- Desculpe-nos só o Bernardo sabe controlar esse calor. Essa Pietra! - disse o pai do Bernardo.
- Sabe quando você veio aqui e eu disse que tinha uma garota atrás da felicidade do Bernardo?  Você sempre foi essa garota.
- Eu preciso do Bernardo, eu queria a ajuda de vocês - eu disse, quase sem voz.
- Tudo bem nós ajudamos. - eu estava passando muito mal.
- Preciso sentar. - e tudo se escureceu.

Ao acordar olhei em volta, vi Deodoro e o pai do Bee conversando, Sofia e Lu observando. Fiquei pensando por que eles não passavam mal como passei ao ficar perto dos pais do Bee.
- Acordou a boneca! - disse Sofia fazendo todos olhar para mim.
- Agora você pode ficar perto de mim e da Lu, só não se esqueça de usar esse cordão, ele te protege do calor. - Junior olhou para lu.
- Achamos nas coisas do Be. - ela disse abaixando a cabeça.
- Ta melhor Lorena? - disse o Deodoro se aproximando.
- To sim - disse ficando em pé - Tem algum plano?
- Temos. - disse Sofia - Mas só podemos fazê-lo amanhã.

Observei a janela e já era noite.
Voltemos para casa e eu adormecia. Havia dormido muito nas ultimas 48 horas e logo de manhazinha já estava acordada. Esperei um pouco, logo Deodoro e Sofia já estavam acordados.
- É meio complicado o plano! - disse Deodoro - O poder da Pietra está no colar que ela usa, ele tem alguma coisa, como esse seu colar. Ela é imortal, mas uma imortal falsa, só o colar dela a deixa viva. Somente a família Sandiens são imortais verdadeiros. Mas para acabar com o poder dela é arriscado! - disse Deodoro, olhando nos meus olhos.
- Por que arriscado? É só puxar o colar e arrebentar. - eu disse.
- Não é não prima. - disse Sofia séria. - Temos que fazer um exorcismo e o seu Bernardo não pode ficar perto, pode acabar com a imortalidade dele, ele nunca mais existir.
- E onde eles estão vocês sabem? - eu perguntei ficando agitada.
- Geralmente, como disse o pai do Bernardo, ela leva o Bernardo para alguma praia, porque a luz da lua fortalece seus poderes. Mas são praias pouco movimentadas.
 - Mas por que o Bernardo, sendo imortal, não acaba com ela? - disse Sofia.
- Porque isso é errado - disse Deodoro - Se um imortal matar um imortal, ele corre o risco de nunca mais voltar a ter algum tipo de vida e, geralmente, eles tem algum motivo para ficar aqui, - ele virou para mim- o motivo do Bernardo é a Lorena. A Lorena pode morrer se o Bernardo matar a pietra.
- Ai meu deus - eu disse, não acreditando.
- Mas, se algum mortal matar um imortal falso, não acontece nada com o outro, mas só se ele estiver longe na hora do ritual.
- Precisamos encontrar o Bernardo. - eu disse.
- Precisamos rápido - disse Sofia - já temos os ingredientes. Precisamos encontrá-los até meia noite.


Procuramos em todas as praias, mas não os encontramos em nenhum lugar.
Pensamos, e por um momento lembramos da ultima e única praia que não havíamos procurado, era uma praia particular, com segurança armada, mas era a nossa única esperança de encontrá-los na região.
Havia segurança na porta, bolamos um plano que o Deodoro e a Sofia fingiam serem namorados, discutiam na frente deles e eu dava um jeito de entrar, assim fizemos, entre e comecei a procurar o Bernardo loucamente.
Quando ouvia algum ruído me escondia e observava para ver se não era a pietra.
Eu carregava uma mochila que tinha tudo que eu precisava.
Parei. Fiquei atrás de uma arvore, descansei um pouco,quando ouvi uma voz inconfundível, era pietra! Abri a mochila, coloquei no chão tudo que eu precisava: um livro, uma mistura verde, olho de cabra e alecrim (?) esperei para ver se tinha algum sinal do Bernardo, mas nada, mas um calor começava a mexer comigo e era familiar.
No livro dizia que eu precisava gritar, eu sentia medo.
Olhei para o relógio e era quinze para meia noite, comecei a pensar onde estaria o Bernardo quando ouvi:
- Sinto uma presença estranha por aqui, Bee! - era pietra.
Ele estava com ela, meu coração começou a bater mais forte, algo dizia para mim começar o ritual.
- CHAKISAKIMACUSHI! - eu gritei - CÂMASABICO! - gritei novamente.
De repente, passou pela minha cabeça que o Bernardo não podia ficar perto do ritual. Fechei os olhos desejei com toda a força do mundo que ele não estivesse ali, quando senti alguma coisa gelada no meu cordão.
Virei bruscamente e era pietra, joguei com tudo a minha mão para trás acertando-a, enquanto gritava:
- Bernardo, saia daqui, saia daqui!
Ela veio direto na minha menor defesa, havia grudado no meu cabelo e me transmitia um calor incontrolável.
- Cala essa boca! - ela gritou puxando meu cordão, arrebentando - o.
- Sua ruiva imbecil! - eu disse levantando e jogando-a longe. - Seu poder não é palio pro poder do meu amor!
Peguei o livro e comecei a gritar o que estava escrito, quando vi o Bernardo no meio da escuridão.
- Sai daqui Bernardo! Sai!
- Sai daqui mesmo Bernardo, eu vou resolver esse assunto meu amor! - disse Pietra jogando longe o livro que estava na minha mão.
- Aaa menina!
Peguei no cabelo dela e comecei a arrastá-la pela areia, quando ouvi o Bernardo:
- O colar! - e sumiu.
Por um momento eu tinha esquecido do colar.
- Sua piranha!
Eu senti alguma coisa me levantando, era à força da pietra.
Fechei os olhos e cai no chão, sentia muitas dores.
Pulei no pescoço dela com uma ira indomável.
- Isso é por você ser assim! - eu disse arrancando o colar dela.
- NÃÃÃÃÃÃÃÃO!

Senti alguma coisa muito forte caindo sobre mim.
Não lembro de mais nada.
A visão estava meio embaçada, fechei os olhos rapidamente e abri vendo um clarão. Levei as mãos nos olhos e vi que eu estava em um hospital. Olhei em volta e vi Deodoro sentado e agora vindo para perto de mim.
- Acordou! - ele disse com os olhos inchados. - Deu tudo certo, Pietra se foi! Sofia conseguiu entrar e terminar o ritual!
- Ma ... as e o... Bee? - eu perguntei.
Deodoro olhou pro chão, parecia desapontado.
- Não vimos ele na praia.
Uma lagrima rolou no meu rosto.
- O que aconteceu? Por que eu to aqui?
- Caiu uma arvore sobre você. - disse segurando a minha mão. - Ta tudo bem agora. Preciso te dizer uma coisa. - abaixou a cabeça.
- Pode dizer, é muito importante? - eu perguntei.
- Pra mim é. - ele disse num tom de nervosismo. - Quase tive um ataque de nervos quando soube que você se machucou. - ele não olhava nos meus olhos. - Sei que pode ser patético e que isso não muda nada para você, desde aquele acontecimento que a gente ficava, eu não vim mais para cá, você não sai da minha cabeça, nem do meu coração. - ele soltou a minha mão. - Eu te amo Lorena.
Eu me sentei na cama, observando-o, eu não disse nada.
Ele sentou perto de mim.
- Pode ser mais patético ainda, mas eu nunca fui safado, eu me fazia de safado por você e você parecia gostar. - ele soltou um sorriso e eu também.
Ele veio se aproximando, tirou o cabelo do meu rosto.
- Seu sorriso é tão lindo. - e me beijou, mas eu afastei.
- Desculpa, mas eu amo o Bernardo. - novamente senti o nariz ardente e as lagrimas rolavam.
Não conseguia parar de chorar, onde estaria o Bernardo? Ele estaria bem? Com quem? Por que não estava comigo?
Deodoro saiu do quarto, fiquei sozinha novamente com meu choro. Logo vi meu pai.
- Filha que bom que você está acordada! - me abraçou - Sua mãe está ai! - eu olhei nos olhos do meu pai, ele parecia feliz e tranqüilo.
Avistei a minha mãe na porta, fazia 2 meses que não à via.
- Que barriga é essa? - eu disse impressionada.
- 4 meses querida! - todos rimos.

Voltei pra casa. Descobri que havia quebrado um pé e algumas costelas. Descobri que ninguém soube da real história. Descobri que a Ju ainda era minha amiga e que a Jo havia se mudado. Descobri que Deodoro era apaixonado por mim e que ele e a Sofia eram muito legais. Só não descobri onde estava o Bernardo e isso não me deixava bem.
Passei a ir para o colégio, nenhum sinal do Bernardo. chorava todo dia de saudade. Qualquer coisa me fazia lembra-lo. Eu andava agasalhada, sentia frio, sentia falta daquele calor que só sentia com o Bernardo.
Havia passado um mês desde que tudo havia acontecido. A dor da falta me corroía.
- Filha? - era o meu pai por trás da porta.
- Pode entrar pai.
Mais uma vez eu estava no quarto, essa minha rotina desde tudo que havia passado.
- Eu e sua mãe vamos amanhã para Europa - disse sentando. - quer ir com a gente? - esticou um passaporte. - Pode ser melhor para você. - E saiu pela porta.
Tudo havia mudado, eu havia me tornado mais compreensiva e menos rebelde. Descobri que o amor modifica as pessoas e que o amor verdadeiro dura séculos.
Levantei, fui até a sala.
- Pai - ele olhou para mim. - vou para França.
Meus olhos estavam cheios de lagrimas, dei um sorriso e sai.
Ainda tinha a esperança de encontrar o Bernardo, mas nenhum sinal.
Fui à casa da Ju, me despedi, sem lagrimas, ela me compreendia.
Passei na casa dos pais do Bee. Eles me deram uma fotografia em que estava eu e o Be, que eu não sabia que havia tirado, fui embora.
Antes de ir para casa sentei na praça, onde eu e o Bernardo ficávamos juntos. Por um momento parecia que o Bernardo estava comigo, podia sentir seu calor.
Voltei para casa sentindo o Bernardo comigo, como não sentia há algum tempo.
Fiz as malas e fomos para o aero porto. Olhava atentamente ao redor pensando em encontrar em algum desses rostos o bernardo, mas nada.
- Voo 3945. - disse a aero moça.
- Vamos filha, nosso voo.
Eu observei tudo em volta atentamente, mas nenhum sinal do Bernardo, nem sinal do seu calor.
Criei coragem, enxuguei as lagrimas, quando ouvi abafado:
- Lorena!
Olhei rapidamente, mas não vi ninguém.
- Rápido, Lorena! - disse minha mãe quase entrando no vôo.
Segui em frente, estiquei meu passaporte, quando ouvi novamente.
- Lorena!
Sai correndo, era o Bernardo.
- Bernardo!
As lagrimas rolavam insistemente nos nossos rostos. Eu estava novamente nos braços do Bernardo.
- Eu te amo! - nós dissemos juntos e nos beijamos.
- Ultima chamada, vôo 3945!
Olhei apreensiva pro Bernardo.
- Eu vou para França! - ele disse com um sorriso que eu sentia falta.
Seu calor me envolvia, e seguimos em frente com em um abraço.
novamente estávamos juntos!

Back to you it always comes around, back to you. I tried to forget you, i tried to stay away but it's too late over you, I'm never over.