domingo, novembro 7

14 de abril de 1994


E quando o frio me abraçar e quando o sol se esconder, eu vou ouvir você..

Leia ouvindo esta musica





Em 14 de abril de 1994, ele olhou para ela e os olhos cheios d'agua. "Adeus" foi tudo que ele disse, era estranho recordar, ela sabia. Estava no quarto, olhava pela janela, não sabia o que fazer. Era estranho ver tudo ir embora assim.
- Por que você fez isso? - ele dizia.
- Por que você não me disse? - ela gritava.
- Não queria que você soubesse, - ele sentava na cama, com os papeis na mão. - não queria, não queria! - agora ele gritava. - Não queria que você sofresse mais do que eu já sofri. Não queria nada disso. - Na voz dava para notar os soluços que ele tentava esconder.
- Sofrer mais do que descobrir assim? - as lágrimas saiam involuntariamente.
Ele nada respondeu. Só ouvia os soluços em cada canto do quarto.
- Eu fui feito para acreditar que eu nunca amaria ninguém. - ele rompia o silêncio - Eu fiz um plano: continuar sendo o homem que ama apenas a si mesmo... - ele agora, levantava - até o dia que você apareceu - apontou para a porta - me mostrando um melhor caminho, - sorria, mas as lágrimas ainda rolavam, ela conseguia ver, ela conhecia bem aquela voz, mesmo na escuridão do quarto - e tudo o que o amor pode trazer. - ele sentava agora novamente, com as mãos no rosto.
Ela se levantava e ia para perto dele. Ele, a evitou. Levantou e foi próximo à janela. Olhava para fora, onde a chuva caia.
- Meus dias cinzas só farão sentido com você... - ela dizia, em quase um sussurro, entre os soluços.
- Eu estarei ao seu lado. Estas cinco palavras que eu juro para você. - ele dizia, sem olhar para ela.
- Não importa o que você irá passar, - ela agora se aproximava e o abraçava - eu estarei aqui para quando você precisar.
Os dois choravam, ele tentava evitar abraça-la, mas logo estavam unidos, pelo abraço que os uniram, mas agora os fariam se separar.
- O meu erro - ele dizia entre soluços - foi não ter te contado antes. Talvez te preparado...
- Eu nunca quero te ver infeliz... eu pensei que você quisesse o mesmo pra mim.
Ele soltou-a. 
- No final, sempre há uma luz, sempre há um novo começo. Você sempre será minha luz, você sempre será o meu novo e o meu começo. - Olhou nos olhos dela. - Adeus. - E saiu.
Onde tudo havia começado, parecia que nada fazia mais sentido. Um pedaço havia indo embora e para sempre ela choraria por isso.

"Eu sou uma estrela, por mais que eu pare de brilhar a partir de um dia, eu sempre estarei refletindo o seu amor e assim você sempre será amada, mais por mim do que por todos. Mesmo lá longe, eu sempre vou te amar. Dois meses de vida não foram suficientes para conseguir te olhar nos olhos e dizer que eu te "deixaria", que eu não conseguiria te fazer feliz para sempre, que eu teria de partir. Dois meses foram suficientes para saber que você foi a minha vida e tudo que nela há de bom. Você sempre me disse que eu era o ser mais forte, mas eu sou fraco por não ter te dito tudo que eu precisei, tudo que eu quis, tudo que eu sempre quis. Mas você foi e sempre vai ser a minha vida.. Desculpa não te dizer isso antes. Agora pode ser tarde demais. Eu sempre vou te amar. 10/06/94

Um dos papeis diziam isto e nos outros haviam papeis dizendo sobre a sua morte, no dia 14/06/94, sobre a doença não diagnosticada que tiraria sua vida em poucos dias.

Ela sofreria, ali, calada. Mas ela sempre teria a certeza, que ele fora o amor da sua vida e que nada faria sentido sem ele ali, nem mesmo os dias de sol deixariam de ser dias cinzas, pois ele não estaria ali.


Meio clichê eu sei, mas eu foi o que eu conseguir escrever ouvindo a musica.

29 comentários:

  1. Juuh, saudades de você biu! Ãh, você poderia me dá uma ajudinha com o lay do meu blog? Tô tentando tirar o "leia mais", mas ta complicado! rsrsrsrs. Se pudesse me ajudar, ficaria muito agradecido!! Beijos e ah, apaga esse comente depois de ler, porque sobre o texto vou fazer outro comentario! beijo

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Muito lindo.... sem a nossa. Muito linda a parte que fala do novo recomeço... ah sempre um novo recomeço pela frente, não é mesmo! Ah,a "trilha sonora" ficou um luxo e como sempre você arrasou na palavras! Beijos

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da história só que pelo final triste eu me desanimei.
    É chato quando uma história de amor tão bonita termina assim.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Postagem linda...
    Me fez chorar. E também me fez pensar no que eu estou vivendo...
    Amei mesmo

    ResponderExcluir
  6. CARAMBA! pqp ju..
    sabe, na parte que ele diz mais ou menos assim: "sempre fui um homem que dizia amar a si mesmo, mas ai você apareceu.." chorei :(

    ResponderExcluir
  7. ate que a morte os separe
    e ela os separou
    beijão, ju

    ResponderExcluir
  8. Qu lindo moça!
    Arrepiei aki...
    E essa música de fundo é how to save a life? ^^

    ResponderExcluir
  9. Que lindo e triste ):.Comovente (:
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Own sabe que amo alguns clichês?! rs
    Triste,mas lindo *.*

    Beijo

    ResponderExcluir
  11. Cara, foi triste :)
    Antes de mais nada, essa música é especial pra mim. Não só ela, como qualquer uma do The Fray. É coisa pessoal.
    Odeio admitir, mas fiquei emocionado :)

    E ficou muito bom o texto. Essa coisa de amor devia que ser como nos contos, mesmo que não tenha um final feliz. Pelo menos a sinceridade prevalece na maioria deles.
    E poxa, não tenho o que dizer.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  12. Sempre arrasando com as palavras, né CHEFA?

    Percebo que cada vez está mais madura no que escreves!

    Parabéns!

    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  13. Eeiii!!!

    Gostei do novo visu do blog..

    Maravilhoso!!!

    Bjão =*

    ResponderExcluir
  14. Nossa! Quase q eu chorei =X shushua
    q coisa mais tocante.. muito lindo mesmo
    >.< Blog massa! Parabéns!

    www.ylaviolet.blogspot.com
    Passa lá' ;*

    ResponderExcluir
  15. Nossa chorei , perfeito!
    E com a musica então , ficou lindo.
    Parabéns!
    Bjoos

    ResponderExcluir
  16. Sabe o que é chorar?
    Então chorei verdadeiramente aqui *-*

    ResponderExcluir
  17. Que lindo, Ju *-*
    Não achei nada clichê, mas td bem rs.

    Obrigada por ter me indicado, vou participar *-*

    ResponderExcluir
  18. Olá,

    Gostei muito do seu blog.

    Estou começando um também, se puder, dê uma passadinha por lá!

    http://cabecafeminina.blogspot.com/

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  19. nooooooooooooossa que lindo *-*
    Quase chorei, sem brincadeira D:
    Não achei clichê não, achei perfeito, mt bom
    parabéns *-* ;*

    ResponderExcluir
  20. Ola, passei por aqui.
    Desejo a vc um lindo final de semana.
    Sandra

    ResponderExcluir
  21. Ah, eu queria chorar aqui ouvindo o instrumental de 'how to save a life', mas prendi as lágrimas por saber que elas mereciam esperar o final.
    De fato, valeu a pena. O nó transbordou mais forte.
    Boa sorte Ju.

    ResponderExcluir
  22. Olá! Bom, gostaria de saber, como você consegue deixar o "tocador de música" desse jeito?
    Por favor, me responda se puder!
    Hãn, e se não for pedir muito, responde no meu blog? http://primeiro-livro.blogspot.com/

    Obrigada! Amanda~~*

    ResponderExcluir
  23. Clichê ou não...Lágrimas rolaram pelo meu rosto, suas palavras estão cheias de sentimentos e transbordando emoção... Essa música é muito linda, depois me passa o nome? Sou apaixonada com músicas assim.
    Enfim, amei demais o texto.

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. VisitandO akii pela primeiira vez...

    Nossa garota conseguiu me fazer chorar, discordando com vc não ta clichê nãO, adorei de coração nossa estava precisando ler coisas assim, sinceramente as palavras, a música todo o conjunto conseguiu mecher comigo ...

    Voltareii sempree

    BjOs

    Miika Rocha '

    ResponderExcluir
  25. Mas tá lindo querida. É claro que faz a gente tremer de choro aqui. É uma história comovente e triste. Mas denota um amor bonito que sempre vai ficar. O amor não morre... ele sempre fica.

    Lindo!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  26. Muito lindo e triste também *-*
    Esse foi um verdadeiro "até que a morte nos separe".
    Gostei bastante :)

    ResponderExcluir
  27. Muito bonito..
    parece com um texto q eu escrevi..
    nao o jeito o motivo da sparação..

    ResponderExcluir

Antes por favor LEIA O POST, não custa nada.
Comentários serão retribuidos, na medida do possível, com certeza! Obrigada pela passagem.

Conhece o Projeto Bloínquês? Ele é o único projeto que ajuda e interage com blogueiros, dá temas, selos, entrevista, sorteia livros... quer conhecer? http://bloinques.blogspot.com/ pode confiar que não é vírus. Volte sempre! Abraço, Ju Sep.